segunda-feira, 2 de novembro de 2015
~~ Alerta de textão e/ou de spoiler (essa última, só pro caso de vc não ter visto... e decidir começar agora por conta do meu amor demonstrado no Snapchat! hehe)~~

Há alguns meses atrás, lá pro início de 2015, eu resolvi que eu ia começar a assistir Parenthood, uma série da qual sempre vi amigas viciadas em séries falando super bem, blogs por aí fazendo críticas igualmente boas... E resolvi me aventurar. Parei por um tempo por causa de faculdade, trabalho e preguiça, mas voltei. E como eu agradeço por ter vencido a minha preguiça!

Às vezes, mesmo eu assistindo trocentas séries, eu me pego querendo coisa nova, uma série diferente que me chame a atenção. E Parenthood foi assim. Por quê? Simples. Por motivos de Lauren Graham; nossa eterna Lorelai Gilmore, de Gilmore Girls, que por acaso está prestes a voltar via Netflix, e dá outro post igualmente fofo, que foi definitivamente uma das minhas personagens favoritas em todas as séries que eu já assisti até hoje. Lorelai tá no meu top 5, junto com Samantha Jones (Sex and the city), Monica (Friends), Lynette (Desperate Housewives) e Alicia Florrick (The Good Wife). Acho que esse é o top 5 sim, e ainda não tem uma ordem pré-definida. rsrsrs

Enfim... O caso é que eu me apeguei. Não à Sarah, personagem da Lauren (minha favorita nessa série é indiscutível e definitivamente a Kristina!!!), mas à história, que é meio Gilmore Girls, meio Brothers and Sisters, meio Switched at birth, e totalmente apaixonante. E, sim, eu assisto / assisti as três. E recomendo fortemente...rs E sim, sou uma viciada em séries nada anônima, :)

Os personagens me fizeram apaixonada pelo todo, mas, mais que tudo, por cada particularidade em cada plot, em cada assunto trabalhado. Queria ter assistido junto com todas as amigas que assistiram essa série junto com o povo dos EUA e ter chorado junto com elas, porque, puta merda, foi complicado chorar sozinha esse feriado por 13 episódios seguidos dessa sexta temporada que com certeza absoluta foi finalizada no tempo certo.

Achei tudo muito bem feito, do início ao final. A construção de cada episódio, de cada personagem, o envolvimento claro de todos os atores em frente às câmeras... E, sem dúvida, terminar essa série linda achando a coisa mais linda Peter Krause e Lauren Graham serem um casal desde 2010 (Puta merda, como eu não sabia disso?!)

What the hell?! =O

Cadê os vídeos fofos deles como um casal, gente? Quero pra ontem! <3333

Enfim... A trilha sonora é linda, o cenário é apaixonante, o amor em família é tocante, os problemas que todos eles atravessaram até o final, durante as 6 temporadas, me fizeram chorar, gargalhar, sorrir com o coração... E me fez tão bem, que não só não deletei ainda do meu HD externo, como pretendo gravar as temporadas em DVD pra ter por perto sempre que eu quiser.

E tem aquela abertura encantadora...


Se você ainda não assistiu, PELO AMOR, faça isso por você, pela sua vida, pelo amor que você tem pela sua família, enfim... Arrume qualquer motivo, mas assista. Eu tô me sentindo órfã demais sem todos eles entendedores entenderão, mas eu achei tudo tão perfeito, mas tão perfeito, que me deu vontade de vir aqui tirar a poeira do blog pra vocês compartilharem esse momento junto comigo.

No mais, se quiserem saber das besteiras que eu posto ultimamente, continuem aparecendo no Twitter, Facebook, Instagram e, principalmente, no maior vício do momento: Snapchat (dfantunes). =)

Até o próximo post ainda sem data para ir ao ar


0 pitacos:

Postar um comentário

Fala que eu te escuto!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Por e-mail

Social

Categorias